sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Restituição do PIS e da Cofins cobrados ilegalmente pelas operadoras de telefonia fixa

É ilegal o repasse do PIS e da Cofins nas faturas telefônicas

A 2ª Turma do STJ consolidou entendimento no sentido de que o repasse dessas alíquotas ao consumidor configura “prática abusiva” e que as concessionárias devem encerrar a cobrança e ressarcir seus clientes.

Mesmo com a pacificação da jurisprudência, as concessionárias não suspenderam o repasse indevido “valendo-se da fraqueza e da ignorância do consumidor, utilizando a técnica do ‘se colar, colou’”, nos dizeres do Ministro Herman Ben

jamin (REsp 1.053.778).

Somente através de ação judicial é possível pleitear a suspensão da cobrança e a devolução dos valores cobrados indevidamente dos últimos 10 anos. O valor repassado equivale, em média, a 5% do valor da conta e deverá ser corrigido monetariamente e acrescido de juros de mora.

Todos os assinantes de telefones fixos, pessoas jurídicas ou físicas, têm direito a pleitear o encerramento da cobrança e a restituição do valor cobrado indevidamente.

Para os assinantes pessoas físicas, os documentos necessários, são: uma cópia da Carteira de Identidade, do CPF e da última conta telefônica paga.
Para as pessoas jurídicas, cópia do contrato social, cópia da Carteira de Identidade e do CPF do representante legal e cópia da última fatura telefônica paga.

Mesmo que o telefone já esteja desativado, o assinante poderá pleitear a devolução.

Continue lendo...

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

The Outsider - Colin Wilson (em inglês)


"O que, a bem dizer, caracteriza o Outsider, é a sensação de estranheza, de irrealidade. (...). É essa a sensação de irrealidade que nos pode atingir como um raio caído de um céu perfeitamente azul. (...). Barbusse nos mostrou que o Outsider é um homem que não pode viver no mundo protegido e confortável da burguesia, aceitando como realidade o que vê e toca. "Ele vê muito fundo, e demais", e o que ele vê é o caos."

"O Outsider é alguém que despertou para o caos."

Continue lendo...

Quem vê a cara, vê o ladrão.

É preciso comentar?

Continue lendo...

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Além do Cidadão Kane - Documentário BBC Londres


Um documentário imperdível e muito (mas muito mesmo) esclarecedor!!!

Uma visão original, isenta, nua e crua, sobre as promíscuas relações da TV Globo - coordenadas e encabeçadas pelo "jornalista" (se é que merece esse título) Roberto Irineu Marinho - com as diversas expressões que dominaram a arena política brasileira.

A pedido das Organizações Globo, por ordem judicial, a exibição desse documentário foi proibida em terras tupiniquins desde sua estreia em 1993!

Não adianta procurar nas locadoras!

Continue lendo...

Zeitgeist Addendun - Legendado em Português



Imperdível!!!

Continue lendo...

Zeitgeist - Legendado em Português


Essencial!!!!

Continue lendo...

terça-feira, 11 de agosto de 2009

O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde









Continue lendo...

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Elomar Figueira Mello o verdadeiro menestrel do agreste



Programa Ensaio da TV Cultura
Música: O Violêro

Vô cantá no canturi primero
as coisa lá da minha mudernage
qui mi fizero errante e violêro
eu falo séro i num é vadiage
i pra você qui agora está mi ôvino
juro inté pelo Santo Minino
Vige Maria qui ôve o qui eu digo
si fô mintira mi manda um castigo
Apois pro cantadô i violero
só hai treis coisa nesse mundo vão
amô, furria, viola, nunca dinhêro
viola, furria, amô, dinhêro não
Cantadô di trovas i martelo
di gabinete, ligêra i moirão
ai cantadô já curri o mundo intêro
já inté cantei nas prtas di um castelo
dum rei qui si chamava di Juão
pode acriditá meu companhêro
dispois di tê cantado u dia intêro
o rei mi disse fica, eu disse não
Si eu tivesse di vivê obrigado
um dia inantes dêsse dia eu morro
Deus feis os homi e os bicho tudo fôrro
já vi iscrito no Livro Sagrado
qui a vida nessa terra é u'a passage
i cada um leva um fardo pesado
é um insinamento qui derna a mudernage
eu trago bem dent' do coração guardado
Tive muita dô di num tê nada
pensano qui êsse mundo é tud'tê
mais só dispois di pená pelas istrada
beleza na pobreza é qui vim vê
vim vê na procissão u Lôvado-seja
i o malassombro das casa abandonada
côro di cego nas porta das igreja
i o êrmo da solidão das istrada
Pispiano tudo du cumêço
eu vô mostrá como faiz o pachola
qui inforca u pescoço da viola
rivira toda moda pelo avêsso
i sem arrepará si é noite ou dia
vai longe cantá o bem da furria
sem um tustão na cuia u cantadô
canta inté morrê o bem do amô.

Glossario:
Furria: Folia, alegria, farra
Apois: Então, pois
Hái: Há
Lijêra e Moirão: Gêneros de cantoria

Continue lendo...

Xangai e Elomar Figueira - Curvas do Rio (música e letra de Elomar Figueira Mello)



E o Elomar Figueira limpando as unhas dos pés com um canivetim...

Continue lendo...

Elis Regina - Se eu Quiser Falar com Deus (música e letra de Gilberto Gil)



Sem comentários!

Continue lendo...

Help Desk da Net é isso aí!

video

Continue lendo...

Pescar Truta na América - Um Livro de Richard Brautigan (PARTE 3 - Bate na Madeira - Segunda Parte)

BATE NA MADEIRA (SEGUNDA PARTE)

Numa tarde de primavera, quando criança na estranha cidade de Portland, cheguei a uma esquina diferente e vi um corredor de casas velhas encostadinhas umas nas outras como focas num rochedo.
Depois vi um campo comprido descendo de um morro. O campo era coberto de capim verde e de arbustos. No alto do morro havia um renque de árvores altas e escuras. Vi também uma cachoeira se despejando morro abaixo. Era comprida e clara, e quase cheguei a sentir os borrifos frios.
Deve haver um riacho lá, pensei, e ele deve ter truta.
Truta.
Finalmente uma oportunidade de pescar truta, de pegar minha primeira truta, de contemplar Pittsburgh.
Já escurecia. Não tive tempo de ir ao riacho. Voltei para casa, passando pelos bigodes de vidro das casas, que refletiam o despejar das cachoeiras da noite.
No dia seguinte eu iria pescar truta pela primeira vez. Levantaria cedo, tomaria café, e zaz. Eu tinha ouvido dizer que a melhor hora de pescar truta é de manhã cedo. A truta fica melhor. De manhã elas têm algo de especial. Fui para casa me preparar para pescar truta na América. Eu não tinha os apetrechos, por isso precisei improvisar.
Como piadas.
Por que a galinha atravessou a estrada?
Entortei um alfinete e o amarrei na ponta de um cordão branco.
E fui dormir.
Na manhã seguinteacordei cedo e tomei café. Peguei um naco de pão branco para servir de isca. Minha intenção era fazer bolinhas do miolo para pôr no meu anzolzinho vodevilesco. Saí e fui andando até a esquina diferente. Como era lindo o campo e também o riacho que vinha se despejando do morro em cacheira.
Quando cheguei perto do riacho, vi que alguma coisa não estava certa. O riacho não estava agindo direito. Havia qualquer coisa estranha nele. Alguma coisa no movimento dele me invocava. Cheguei mais perto para ver o que era que estava acontecendo.
A cachoeira era apenas um lance de degraus de madeira branca que levava a uma casa entre as árvores.
Fiquei ali muito tempo, olhando para cima e para baixo, acompanhando os degraus com os olhos, sem poder acreditar.
Aí bati no meu riacho e ouvi o ressoar de madeira.
Acabei sendo eu mesmo a minha truta e comendo o nado de pão.

A Resposta de Pescar Truta na América:

Eu nada podia fazer. Não podia transformar um lance de degraus num riacho. O rapaz voltou para o lugar de onde viera. O mesmo aconteceu comigo uma vez. Foi quando tomei uma velha por um riacho de truta em Vermont, e tive de pedir desculpas.
- Desculpe - eu disse - Pensei que a senhora fosse um riacho de truta.
- Não sou - ela disse.


(continua)

Continue lendo...

Cê Tá Pensando Que Eu Sou Loki? - Arnaldo Baptista



Cê tá pensando que eu sou loki, bicho?
Sou malandro velho
Não tenho nada com isso

A gente andou
A gente queimou
Muita coisa por aí
Ficamos até mesmo todos juntos
Reunidos numa pessoa só
Cê tá pensando que eu sou loki, bicho?
Eu sou velho mas gosto de viajar por aí
Cilibrina pra cá
Cilibrina pra lá
Eu sou velho, mas gosto de viajar...

Cê tá pensando que eu sou loki, bicho?
So malandro velho
Não se mete no enguiço

Continue lendo...

domingo, 2 de agosto de 2009

Tudo - por Almapto Anicor

Tudo!
Grande coisa.
Uma parte,
Não é nada.

Quando nada é tudo,
Quero tudo.
Quando tudo é nada.
Quero nada.

Nada tenho,
Tenho tudo.
Quero nada,
Nada tenho.

Tudo ou nada!
Grande coisa.
Uma parte,
Não é nada.

Continue lendo...

Um Terroristinha - por Almapto Anicor

A idéia é dum cara que conheci por acaso - sei lá, vai ver ele tava querendo me sacanear... ou é louco mesmo. Um terroristinha (e isso é sério).

A janela da sala desse sujeito dava pra lateral da Catedral e sempre tinha uns padres (às vezes o próprio bispo), políticos e canas passeando de um lado pro outro.

Naquele dia, na janela, a gente fumava um baseado quando o cara veio com a seguinte conversa: "é sério criança - ele chamava todo mundo de criança -, vô mandá uma carta pro IRA ou pro Resbolah e vô pedi pra eles me ensinarem como ser um terrorista."

"Meu Deus", pensei, "tái o loco!"

Argumentei, só pra chatear: "Cara, cê nunca viu televisão, não. Terrorismo dá cadeia, tiro, morte... é foda. Não é brinquedo não."

E ele: "criança... cê viu os 12 Macacos?"

"Vô solta os bicho na Catedral!"

Continue lendo...

Manual de Civilidade Destinado às Meninas para uso nas Escolas - de Pierre Louÿs


O original, em francês (Manuel de civilité pour les petites filles à l'usage des maisons d'éducation), foi escrito em 1917, mas publicado somente em 1927.

Pierre Louÿs fez uso da paródia para ironizar e criticar o puritanismo da belle-époque. Seu modelo foram os livros de educação moral da época (os handbooks civility ou pequenos manuais de civilidade).

Duas lições, extraídas do Pequeno Manual de Civilidade, adotado pelo Colégio Santo Inácio, do Rio de Janeiro, no início da década de 60, servem como exemplo da fórmula adotada:

"São inconvenientes, não só em sociedade como em toda parte, os trejeitos com as bochechas e o nariz; assim também são detestáveis pigarrear, fungar, rosnar, roncar, etc.: todos estes ruídos devem ser absolutamente evitados" e

"É repugnante e intolerável ver uma pessoa, criança ou não, introduzir os dedos no nariz."

Pierre Louÿs é conhecido como o escritor que "expressou a sensualidade pagã com perfeição de estilo". Poeta e romancista clássico, influenciado pelo parnasianismo, teve importantes obras publicadas, dentre elas: Aphrodite, Les Chansons de Billitis, La Femme et le Pantin, Psiché e Les Trois Filles de leur Mère.

Muitas de suas obras foram objeto de culto pelo movimento feminista, especialmente, Aphrodite e Les Chansons de Billitis.


Desenho de Henry Bataille (êtes et Pensées; 1901, Paris, Bibliothèque de l'Arsena)


Algumas das lições de Pierre Louÿs:

"Se disserem que o homem distingue-se do símio pelo fato de ele não ter cauda, não proteste afirmando que ele tem uma."

"Entre os principais verbos da segunda conjugação, é inútil citar foder, eu fodo, eu fodia, eu foderei, que eu foda, fodendo, fodido. A conjugação deste verbo é interessante, mas a repreenderão antes por conhecê-lo do que por ignorá-lo."

"Durante o sermão se o pregador parecer crer na 'pureza das meninas cristãs', não se ponha a explodir em risos."

"Não entre num cabelereiro pedindo-lhe ousadamente para frisar-lhe os pentelhos do cu."

Não diga: 'Entre as refeições só bebo porra.' Diga: 'Sigo uma dieta especial.'"

Continue lendo...

sábado, 1 de agosto de 2009

Pescar Truta na América - Um Livro de Richard Brautigan (PARTE 3 - Bate na Madeira - Primeira Parte)

BATE NA MADEIRA (PRIMEIRA PARTE)

Quando foi mesmo, em criança, que ouvi pela primeira vez falarem em pescar truta na América? Deve ter sido um padrasto meu.
Verão de 1942.
O velho bêbado me falou de pescar truta. Quando ele podia falar definia a truta como se ela fosse um metal precioso e inteligente.
Prata não é bom adjetivo para definir o que senti quando ele me falou de pescar truta.
Vamos acertar isso.
Talvez aço truta. Aço feito de truta. O claro rio nevado no papel de fundição e calor.
Pensem em Pittsburgh.
Um aço que vem da truta, usado para prédios, trens e túneis.
O Andrew Carnegie da Truta!
A Resposta de Pescar Truta a América:
Me lembro com alegria, pessoas de chapéus de três bicos pescando ao amanhecer.



(continua...)

Continue lendo...

Para Marcelo, com saudades: Joy Division - Athmosphere

Continue lendo...

Joy Division - First Tv Appearance

Continue lendo...